Fic's:

Amo-te com todas as minhas forças
Amo-te
Passado e presente
Twincest
Juro que não te vou deixar
Juntos... para sempre?
Anjo selvagem
Amar não é crime
Feitiço de amor
It is not just sex
Quando eu crescer
Nada nem ninguém nos separa
Cedo ou tarde
My mission is kill you
Uma verdadeira história de amor
Segredo eterno
Cedo ou tarde II - Um novo começo
The king of hip-hop

One Shots:

Almas gémeas
Don't jump
Saltarei contigo
Perdoas-me? Claro!
Traído pela alma gémea
Esta separação só nos juntou ainda mais!
Somos amigos? Não. Irmãos!
Mata-me se fores capaz
Desculpa, mas eu odeio-te!
Cala-te e trabalha
Eu sou só teu... e demais ninguém
24 horas
Não te quero perder
Anjo da Guarda
Quero-te sempre comigo
Agora estou sozinha
My sweet vampire
Ich liebe dich
Preciso de ti...
Pequeno segredo
Tentação proibida
Tu és a minha metade
Equação
Forever yours
Por mais errado que seja
Sempre te amei
Revenge
Forgive me
I will be
Can you feel the love tonight?

Todo o rei tem de ter a sua rainha...

Terça-feira, 1 de Dezembro de 2009

Cedo ou tarde II (Um novo começo) - Capitulo 34

Hey! ^^

Bem... como se custuma dizer: mais vale tarde do que nunca uu'

Desculpem mais uma vez de vir postar a estas horas, mas também só acabei de escrever este capitulo agora --.

Mas como o prometido é devido vim postar u.u

Este capitulo não tá nada de especial. Quase tudo nele é palha e decididamente não é um dos capitulos mais bem escritos da fic uú

Foi quase escrito assim de rajada, peço desculpa ><

E vocês estão a ser mazinhas para o Erik, pensam logo que ele também é o mau da fita, coitado do rapaz XD

E mais não digo :b

Fiquem com o capitulo e obrigada a todas as que comentam. Vocês metem-me a sorrir cada vez que leio os vossos comentários :)

Bjo. <3

_________________________________________________________________________

 

Capitulo 34

 

[Abby]
Erik – Vamos? – Questionou-me ao ouvido docemente.
 
Olhei-o e sorri-lhe levemente.
 
Eu – Vamos. – Acabei por dizer, virando costas à escola e dirigindo-me juntamente com ele para minha casa. – Entras? – Perguntei-lhe antes de abrir a porta.
 
Erik – Não, desculpa. Eu tenho de ir a casa. – Sorriu-me acariciando-me uma das maçãs do meu rosto.
 
Eu – Tudo bem. – Beijei-o apaixonadamente, despedindo-me. – Ainda nos vemos hoje?
 
Erik – Se quiseres. – Viu-me anuir com a cabeça. – Depois de jantar encontramo-nos no parque, pode ser? – Propôs.
 
Eu – Claro. – Sorri. – Até logo. – Acenei-lhe à medida que este se afastava.
 
Erik – Até logo. – Acenou e saiu do meu campo de visão.
 
Suspirei e levei a minha chave de casa à fechadura da porta da mesma, rodando-a e destrancando-a. Empurrei a porta e rapidamente anunciei que tinha chegado.
 
[Bill]
Abby – Cheguei! – A sua voz doce ecoou por toda a casa. – Pai? – Chamou.
 
Eu – Estou aqui, meu anjo! – Disse desde a sala.
 
Pouco depois ela finalmente apareceu ao pé de nós.
 
Abby – Olá. – Forçou um leve sorriso. Dirigiu-se a mim e beijou-me a face, fazendo o mesmo com Franciska que se encontra ao meu lado no sofá. – O tio? – Perguntou.
 
Eu – O teu tio foi ao hospital, meu amor. – Sorri-lhe docemente. – O Erik não veio contigo? – Indaguei um pouco apreensivo.
 
Abby – Não. Ele teve de ir a casa fazer alguma coisa. – Respondeu enquanto se deixava cair para cima de um cadeirão perto de nós. – Vamos encontrar-nos no parque depois de jantar. Acho que preciso de me distrair. – Fechou os olhos e suspirou.
 
Franciska – Eu acho que fazes bem, querida. – Sorriu-me maternalmente, descaindo a cabeça sobre o meu ombro. Abby abriu os olhos e sorriu-lhe.
 
Abby – Algum problema, Franciska? – Chegou-se à frente, passando a olhá-la com um ar preocupado. – Parece um pouco abatida. – Esticou a sua mão para lhe acariciar o braço descoberto.
 
Franciska – Não é nada. É só que tudo isto que tem estado a acontecer está a dar cabo de mim. – Suspirou sofridamente.
 
Abby – Mas parece-me que há algo mais. – Insistiu.
 
Eu – Ela passou a manhã e quase a tarde toda a vomitar; ainda não comeu nada de jeito. – Declarei o que Franciska queria ocultar, enquanto passava uma das minhas mãos pelos cabelos loiros da minha amada.
 
Abby – Não acham que era melhor ir ao médico? – Questionou preocupada.
 
Franciska – Não é preciso. Eu estou bem. – Sorriu tentando tranquiliza-la. – Isto daqui abocado ou amanhã, já passa. – Acrescentou.
 
Eu – Se não passar, vamos ao hospital. – Adverti de imediato.
 
Franciska – Como quiseres. – Encolheu os ombros. – Quem faz o jantar hoje? Peço desculpa por não estar com muita disposição para tal. – Assumiu uma expressão desassossegada.
 
Eu – Não te preocupes, meu amor; eu desenrasco-me a fazer qualquer coisa. – Beijei-lhe a testa docemente. – Abby, vai tomar banho enquanto eu faço o jantar, por favor. – Pedi-lhe.
 
Ela anuiu e levantou-se do cadeirão. Pegou na sua mochila que repousava ao lado do mesmo e subiu as escadas calmamente.
Suspirei e procurei levantar-me com cuidado, para não a fazer mexer muito.
 
Eu – Ficas bem? – Perguntei-lhe inquietante.
 
Franciska – Claro, Bill. – Sorriu-me fracamente. – Eu fico aqui deitada a ver um pouco de televisão. – Procurou sossegar-me enquanto se deitava confortavelmente no sofá.
 
Acariciei-lhe a face e depositei um leve beijo nos seus lábios, antes de me afastar par o interior da cozinha.
 
 
Tom – Chegamos! – Ouvi o meu irmão anunciar assim que entrou na cozinha seguido de Sasha. – Então hoje foste tu o cozinheiro? – Questionou-me elevando uma sobrancelha.
 
Eu – Parece que sim. – Acabei de pôr a mesa. – A Abby foi para o quarto e a Franciska não se sente muito bem. – Expliquei.
 
Abby – Boa noite. – Cumprimentou os tios assim que entrou na cozinha. – O jantar já está feito, pai? Tenho de sair daqui abocado. – Olhou-me.
 
Eu – Sim, meu anjo. Já está. – Sorri-lhe. – Franciska, amor. O jantar já está pronto. – Chamei-a.
 
Pouco depois ela apareceu à porta da cozinha, parando abruptamente assim que emanou o cheiro agradável, vindo da panela pousada sobre a mesa. No entanto o cheiro que para nós era agradável, para ela parecia um pouco enjoativo, pois a sua expressão facial não demonstrava, de maneira nenhuma, deleite pelo cheiro abundante.
 
Eu – Franciska, sentes-te bem? – Perguntei-lhe preocupado, aproximando-me de si.
 
Franciska – Eu… - Rapidamente tapou a boca com uma mão e correu em direcção às escadas, subindo-as apressadamente.
 
Eu – Outra vez não! – Sem pensar duas vezes, precipitei-me para as escadas e seguia-a até à casa de banho do nosso quarto, onde ela se debruçou sobre a sanita e uma vez mais naquele dia começou a vomitar descontroladamente. – Amor. - Aproximei-me de si, agarrando-lhe o cabelo para que não se sujasse. – O que tens?
 
Franciska – Não sei. – Tossiu. – Senti-me enjoada assim que o cheiro da comida me invadiu os pulmões. – Levantou-se e dirigiu-se ao lavatório, passando a boca por água. – Não consigo perceber o que se está a passar comigo. – Suspirou. – Importas-te que não jante? Acho que preciso de dormir. – Fechou os olhos assim que sentiu os meus braços a abraçarem o seu frágil e cansado corpo.
 
Eu – Claro. Anda, eu levo-te. – Murmurei pegando-a ao colo depois, com cuidado para não a abanar muito para que ela não se sentisse enjoada novamente.
 
Quando a pousei sobre a cama e a tapei com os lençóis vi que já dormia profundamente. Sorri e acarinhei-lhe o rosto, dando-lhe depois um beijo na testa e saindo do quarto, voltando para a cozinha.
 
Eu – A Franciska não janta. – Respondi a perguntas mudas que me faziam apenas com o olhar. – Ela estava cansada e adormeceu. – Acrescentei, sentando-me à mesa em frente ao meu irmão e ao lado da minha filha.
 
Tom – O que é que ela tem? – Perguntou-me.
 
Eu – Não sei. – Suspirei frustrado, começando a remexer a comida existente no meu prato, com um garfo.
 
 
[Abby]
Eu – Bem, eu vou indo. – Anunciei assim que acabei de comer. Limpei a boca ao guardanapo e levantei a loiça que havia sujado, mandando os restos de comida para o lixo e colocando o prato, o copo e os talheres na máquina de lavar.
 
Bill – Tens a certeza que não queres que te leve para lá? – Fez a mesma pergunta de à dez minutos atrás.
 
Eu – Tenho, pai. O parque é perto daqui, o Erik já deve estar lá à minha espera. – Sorri-lhe, tentando tranquilizá-lo. Eu compreendia a sua preocupação, afinal já era muito tarde. – Até logo, família. – Despedi-me de todos.
 
Dirigi-me à porta e peguei nas minhas chaves de casa, na minha bolsa e no meu casaco, saindo de seguida e expondo-me ao frio da noite que já se fazia sentir.
Caminhei num passo regular pelas ruas desérticas do quarteirão em que residia; àquela hora eram poucas as pessoas que já não estavam a jantar.
Cheguei finalmente ao parque e a minha primeira reacção foi olhar em volta, procurando o rapaz que eu amava. Mas pelos vistos ele ainda não tinha chegado. Só me restava esperar.
Sentei-me num banco de mármore e encolhi-me no meu casaco, procurando escapar ao frio que cercava o meu corpo. Assustei-me ao ouvir um som estranho e quando olhei para trás suspirei de alívio ao ver que era só o baloiço ferrugento do parque que se mexera com o vento.
De repente senti que algo me agarrava por trás violentamente. Rapidamente tentei gritar mas um pano foi colocado junto à minha boca e ao inspirar aquele aroma estranho que dele provinha tudo se apagou…
 
Continua…
Estou a ouvir: Because Of You - Kelly Clarkson
Estou ou escrevo: --.

By мєℓαηιє кαυℓιтz às 19:30

Link do post | Comenta! ^^ | Adicionar aos favoritos

14 comentários:
De AnnyR. a 6 de Dezembro de 2009 às 20:50
A Chica tá grávida (aa)
E eu vou matar o Jack, porque ele está a abusar; RAPTAR A ABBY NÃO ! Ò.Ó


De Maria a 5 de Dezembro de 2009 às 17:40
Hi sweety! :)
A Franciska está grávida, de certeza! Se for realmente verdade, penso que animará um pouco o ambiente!
É o idiota do Jack, é ele de certeza que fez isso à Abby! Sacana! Tenho uma raiva do homem! Omg!
Beijinhos muito grandes, dear!
:D


De Menina do Tom a 4 de Dezembro de 2009 às 17:03
Olá querida estou a adorar a tua fic.
Quero mais <3


De ~ inês a 2 de Dezembro de 2009 às 10:45
O=
omg, a Abby O=
A Franciska está grávida 8D *digo eu* xD
E o Erik deve ser filho do Jack O=

Quero mais *-*

xoxo


De Tété a 1 de Dezembro de 2009 às 22:07
OMG
Vai dar uma coizinha ma ao Bill, a filha não :S
A Franciska está grávida *.*
Até sábado.

Beijos**

p.s. Obrigada pelas melhoras ^^


De May a 1 de Dezembro de 2009 às 21:57
O Eric é tipo ... filho do outro xD
mais;
Beijinho.


De Monica a 1 de Dezembro de 2009 às 21:35
OMG!!! ela não!!
o Bill vai ficar desesperado!
Eu sabia que esse Erik andava a tramar alguma!
de certeza que foi ele!
posta depressinha sim??
beijo grande


De -érre- a 1 de Dezembro de 2009 às 20:49
Olá!
Nós não somos más para o Erik, apenas apontamos as evidências xD Tu é que nos faze pensar mal dele.
Ah, parece-me que os Kaulitz vão ter uma boa noticia. A Franciska vai ter um bebé, não vai? *_* Um mini Kaulitz, que coisinha mais fofa!! Oh, o que é que tu fizeste a Abby? :o
Agora vou ter de esperar até sábado e ainda faltam 1999 dias :c Mexe os dedinhos, para no sábado não postares muito tarde a.a
Beijinhoos!


De Cris ♥ a 1 de Dezembro de 2009 às 20:39
Olaa *-* ai que já estava mesmo preocupada que não ias postar hoje rapariga, ia já fazer um escandalo os grandes!!! Porque eu sei que também postas aos feriados e acho muito bem que o fassas ouviste minha menina? :p agora vou comentar o capitulo que tu dizes que é so palha mas que eu achei que tinha coisas a mais até !!
Omg estame a querer pareçer que a franciska esta gravida o.o eu por acaso já tinha essa ideia desde que ela e o Bill começaram a ter os seus momentos romanticos sem protecção --" mas agora esses enjos todos dizem-me que existe para ai alguma coisa mais o.o será que o billy vai ser de novo papá? fiquei mesmo curiosa sobre esse respeito.
Omg.. eu nao acreditoo!! digam-me que aquele cabrão estupor não esta a fazer aquilo a abby! Meu deus é agora que o Bill se vai passar, é agora que ele vai ter uma recaida das grandes T.T até eu já estou aflita com o que vai aconteçer aseguir. Omg, era tão bom que apareçese o erik para a salvarr!!
Posta mais rapidinho pleaseee
Beijocass


De maikaschäfer ♥ ; a 1 de Dezembro de 2009 às 20:20
Eu sei, não precisas de dizer que gostas dos meus comentários. 8D Eu sou má com o Erik! 8D Agora a fic. Eles vão-se encontrar depois do jantar, quem é que o Erik vai levar com ele? oO Distrai-te distrai-te ainda vais ter mas é uma surpresa. --' A Franciska está grávida? :O Vai ser um bébé lindooo. *-* - se for - Cá para mim a comida é que não presta e ela para não dizer a verdade diz que não sabe o que se passa e vai vomitar. x) Agora deixando as brincadeiras de parte , que raio tem ela ? oO' EU SABIA ! O PANELEIRO DO GAY DE MERDA VAI RAPTÁ-LA ! ESTÚPIDO ; CABRÃO ! -.- Quero mais, Melliee * ++. xoxo. <3333


Segue o exemplo ^^

Melanie Kaulitz
Meu perfil * Adicionar

Sobre a fic:

Titulo: The king of hip-hop
Capitulos: ?
Iniciada: 07/06/09
Acabada: --/--/--
Género: Comédia (?), angustia, romance
Banda sonora: Lista
Personagens principais:
Tom Kaulitz
Naddya Forks
Bill Kaulitz
Stella Shiffer
Yu Kaulitz
Mark Davis
Kimberlee Foster
[Descrição]
Personagens secundárias:
Jeff
Trailer: [www]

 

Recente:

The king of hip-hop - Cap...

The king of hip-hop - Cap...

The king of hip-hop - Cap...

The king of hip-hop - Cap...

The king of hip-hop - Cap...

2 anos!

The king of hip-hop - Cap...

The king of hip-hop - Cap...